A MELHOR PARTE DA VIAGEM

É EXPLORAR UM MUNDO NOVO

TROQUE O MEDO DO CONHECIMENTO

PELA CURIOSIDADE

Conhecendo a Patagônia

Patagônia

O nome Patagônia veio de patagão (“patagones”, em espanhol), uma palavra usada pelo explorador português Fernão de Magalhães para se referir à altura dos habitantes da região, que acreditou serem gigantes.

A Patagônia é região geográfica mais ao sul da América do Sul e compreende dois países: Argentina e Chile.

A maior parte do território da Patagônia fica em território argentino e compreende as províncias de Rio Negro, Néuquen, Chubut, Santa Cruz e Terra do Fogo.

As cidades mais ao sul do continente americano são a chilena Punta Arenas e a argentina Ushuaia. Pela proximidade com a Antártida, ambas possuem temperaturas congelantes durante o inverno. No verão, a média dificilmente passa dos 10º Celsius.

Antes da inauguração do Canal do Panamá, que interliga os oceanos Atlântico e Pacífico, os navios europeus e americanos em direção ao oeste da América precisavam cruzar o Estreito de Magalhães, no extremo sul da Patagônia.

O primeiro europeu a atravessar o famoso estreito foi o navegador português Fernão de Magalhães, em 1 520. Foi em sua homenagem que a passagem de 600 quilômetros no sul da América foi batizado de Estreito de Magalhães.

Com uma densidade demográfica de 1,5 habitante por quilômetro quadrado, a Patagônia é uma das regiões menos povoadas de toda a América do Sul.

Um dos locais mais visados pelos turistas brasileiros é a estância turística de Bariloche, na província de Rio Negro. Eles são atraídos pelos belíssimos lagos e estações de esqui, como a de Cerro Catedral.

Localizado a 700 metros acima do nível do mar, o lago Nahuel Huapi, entre as províncias argentinas de Rio Negro e Néuquen, é um dos mais belos pontos turísticos da Patagônia.

Com montanhas, pradarias, lagos e geleiras a perder de vista, o parque Torres del Paine, na Patagônia chilena encanta pela beleza (foto acima). As montanhas são frequentemente procuradas pelos amantes do alpinismo. Em virtude das suas paredes verticais, o monte Fitzroy é um dos lugares mais perigosos para a prática do alpinismo em todo o mundo.

O Parque Nacional Los Glaciares, no lado argentino, é o segundo maior do país. Ele é famoso pelas suas geleiras, especialmente a Perito Moreno, com os seus imponentes 60 metros de altura. Os turistas não podem apenas admirar o desabamento das suas bordas, mas caminhar pela própria geleira com a ajuda de um guia especializado.

Todas as estações do ano podem ocorrer no mesmo dia em Rio Negro, Néuquen e Chubut. Uma manhã ensolarada e quente pode se transformar numa tarde de clima polar. Por isso, os turistas são com frequência recomendados a levar protetor solar e capa de chuva, roupas leves e casacos pesados no mesmo passeio.

A melhor época para visitar a Patagônia é entre os meses de outubro a fevereiro, principalmente no auge do verão no hemisfério sul.

O litoral patagão é habitado por diversas espécies de lobos marinhos, pinguins e orcas. Comuns no interior, os guanacos (que são parentes da lhama) são facilmente encontrados. Raposas cinzentas e maras (um animal parecido com o coelho) também compõem a fauna da região.

A região de Néuquen é famosa pela quantidade de fósseis de animais pré-históricos. Foi lá que foi encontrado o fóssil do maior dinossauro conhecido, o Argentinossaurus huiculensis, um monstro com 25 metros de altura e 45 de comprimento.

Fontes: Wikipédia, Viagem & Turismo, Mega Curioso, O Estado de S. Paulo.

Aproveite, conheça alguns lugares

A gente cuida do resto!

Canadá

Canadá

Conhecer

Disney

Disney

Conhecer

Gramado

Gramado

Conhecer

Las Vegas

Las Vegas

Conhecer

México

México

Conhecer

Patagônia

Patagônia

UMA PAUSA PARA EXPERIMENTAR

UMA VIDA TOTALMENTE DIFERENTE